terça-feira, 20 de setembro de 2011

NOVO HERÓI GAY


A reformulação da DC Comics, com cronologias e personagens voltando à estaca zero, é a nova aposta da editora, que tem a seu favor o fato de ser a casa de grandes ícones do universo de heróis, como Super-Homem, Batman, Mulher-Maravilha, etc.

A equipe Teen Titans (no Brasil, Novos Titãs), também ganhará nova roupagem. Nunca a revista foi tão popular quanto na década de 1980, quando Marv Wolfman era o argumentista e um homem chamado George Peréz embelezava suas páginas.

Uma das novidades da nova geração será a presença de uma personagem abertamente gay, Bunker (codinome de Miguel Jose Barragan). Em entrevista, Scott Lobdell, escritor do título, afirma que a homossexualidade da personagem não será algo escondido. O site americano Racialicious comentou sobre outras personagens homossexuais, como o Estrela Polar (da Tropa Alfa, criação de John Byrne para a Marvel Comics). Ao contrário de Bunker, o Estrela “saiu do armário” depois de algum tempo (apesar de ser originalmente concebido como gay).

A cultura popular continua promovendo a alegada liberdade de valores, que, na prática, apenas incentiva o comportamento sexual promíscuo e homossexual, ambos contrários aos propósitos divinos claramente percebidos na natureza humana. Os cristãos são chamados a resistir aos valores da sociedade “politicamente correta”, mas “espiritualmente incorreta”. Deus nos dê graça para sermos firmes.





3 comentários:

Maíla Caviquioli disse...

Isso é só um reflexo "do tempo" absurdo que estamos vivendo neste mundo. Chega de Balburdia!!! Senhor.. estou a sua espera...

Gabriel disse...

Que perspectiva preconceituosa... Cristãos acham REALMENTE que um homossexual é o que é por opção própria?! Lógico que não. Num mundo que discrimina, mata, e tem uma sociedade intolerante, quem, em sã consciência, preferiria ser "gay" a heterossexual? Por favor, né, a pessoa simplesmente é; não se corrige uma orientação sexual.

Anônimo disse...

As pessoas falam sempre da posição em que se encontram, ou seja, as pessoas se dizem está do "lado" de Deus por que a sua sexualidade coincide com a vontade do Deus da bíblia. Com todo respeito, Maila e outros só pensam assim por serem heterossexual, pois se fossem gays, seus discursos seriam completamente diferente.