domingo, 8 de fevereiro de 2009

A DARWIN O QUE É DEUS...


De forma previsível, e em consonância com o clima de oba-oba proporcionado pela semana em que se comemoram os 200 anos do nascimento do naturalista inglês Charles Darwin, revistas, jornais e periódicos se esmeram em exaltar a revolução deflagrada pelos escritos do aniversariante. Além de tal acontecido ressaltar a parcialidade da imprensa em geral (sem mencionar as publicações científicas, estas sim parciais e fundamentalistas, no sentido mais religioso do termo), verifica-se o grau de desinformação e preconceito de nossos jornalistas, que expõem um povo já sem tanto acesso à cultura à mesma desinformação e preconceito. Neste artigo, temos a intenção de avaliar duas matérias em especial, uma publicada na Veja e outra na National Geografic. [1]
O que se percebe, tanto em D/V quanto em D/NG é a reprodução de erros pontuais perpetuados pela ciência naturalista, sem qualquer filtro conceitual, como se o naturalismo fosse uma verdade epistemológica inquestionável, a ponto de os grupos que se recusam em dobrar as servis em face de seus conceitos serem taxados de fundamentalistas, ignorantes e fanáticos religiosos. Para facilitar nossa revisão das matérias, iremos separar por tópicos os principais dogmas que elas apresentam e que, ao leitor desavisado, podem soar como lógicos e conclusivos. Desta forma, esperamos contribuir esclarecendo aspectos marginais da disputa entre Criacionismo X Evolucionismo, debate que, a estas alturas, torna-se ínvio em consequência das distorções tendenciosas de setores da mídia.

1. O desconhecimento dos limites da Seleção Natural e de sua aceitação parcial pelos criacionistas: A teoria de Darwin (segundo a qual todos os seres vivos existentes surgiram a partir de organismos inferiores, derivando-se através de mutações que visavam a adaptabilidade, sendo dirigidas pelo acaso[2]) recebe o status de verdade inconteste nas páginas das reportagens em revista. A revolucionária comprovação chega a ser assim expressa: “Os biólogos se viram desmentidos em sua certeza de que as espécies são imutáveis.” [3] Em D/NG lemos este parágrafo didático: “[…] A grande ideia de Darwin é que a seleção natural se deve em grande parte à diversidade de características que se nota entre espécies aparentadas. Agora, no bico do tentilhão e na pele do camundongo, podemos acompanhar a seleção natural em funcionamento, moldando e modificando o DNA dos genes e o modo como se expressam, a fim de adaptar o organismo a suas circunstâncias específicas.” [4] Quanto à formulação da seleção natural como mecanismo responsável pela adaptação de espécies a um novo meio, isto é, de fato, inquestionável e a Darwin cabem os méritos merecidos pela compreensão do tema. [5]

O problema surge quando os evolucionistas sugerem que este mecanismo tenha se responsabilizado pelo surgimento de vida no planeta. Uma coisa é a adaptabilidade genética dos organismos vivos ao seu hábitat (microevolução) e outra, bem distinta, é a transformação de uma espécie em outra, completamente diferente (macroevolução). Nenhum cientista trouxe, até agora, provas inequívocas que endossem ter havido, em qualquer época, uma macroevolução nos moldes evolucionistas. [6]


2. O endosso ao livro “The descent of man”, o mais polêmico trabalho de Darwin: Devido às menções honrosas feitas ao livro citado acima pelas matérias[7], volume pouco conhecido do naturalista inglês, somente se pode chegar a uma das duas conclusões: ou os articulistas não leram todo o livro que elogiam efusivamente ou ignoram suas polêmicas consequências. Fico com dois exemplos de raciocínio desenvolvidos em Descent of Man, para tornar patente seus absurdos.
Sobre as habilidades observadas em grandes mamíferos, como elefantes e gorilas, ele se pergunta: “Agora, qual é a diferença entre ambas as ações, quando praticadas por um aborígene [uncultivated man] e por um dos animais superiores?” Ou seja, perde-se a diferença entre homens e animais. Por que se utilizar de cobaias em pesquisas médicas, se a vida deles vale tanto quanto a nossa ou a de qualquer outro ser vivo[8]?
Em outro capítulo, comentando sobre infanticídio, tortura, escravidão, o preconceito racial (especialmente contra o índio, na civilização do Oeste americano, Darwin argumenta que a moral tem variado em cada sociedade, uma vez que tais práticas, hoje vistas como criminosas, já foram ou ainda são praticadas em alguns contextos culturais. Darwin, então, estabelece o relativismo cultural ao concluir que tão “logo uma tribo reconheça um líder, a desobediência torna-se um crime, e mesmo a submissão desprezível é vista como uma virtude sagrada.” [9]
3.O uso comprobatório da genética em prol da teoria evolucionista: Ao longo de ambos os textos, se fazem afirmações sobre as contribuições da Genética para o estabelecimento e melhor compreensão da proposta evolutiva de Darwin. [10] Em verdade, sabe-se hoje que os genes contém informação especificada, e não haveria vida, mesmo do organismo de menor complexidade, se esta informação não estivesse prontamente disponibilizada, ao contrário do que sugere o Darwinismo, que concebe o desenvolvimento da informação genética num processo gradual e sem propósito. Uma conhecida autora observou que “[…] uma estrutura de Informação específica contenta-se em requerer um amplo número de instruções. Se você precisar de seu computador para copiar o poema “‘Twas the Night Before Christmas,” você precisará especificar cada letra, uma por uma. Não há atalhos. Este é o tipo de ordem que nós encontramos no DNA. Seria impossível produzir um simples conjunto de instruções ordenando uma forma química para sintetizar o DNA até mesmo de uma simples bactéria. Você teria que especificar cada “letra” química, uma a uma.” [11] A genética favorece muito mais o conceito do Design Inteligente do que ao darwinismo!
Em D/NG, se constata o desconhecimento cabal de Darwin das leis da genética: “Embora a genética moderna comprove os acertos de Darwin nos mais variados aspectos, ela também trouxe à luz seu maior equívoco. As concepções de Darwin a respeito dos mecanismos de transmissão das características eram confusas – e erradas. Ele acreditava que em um organismo se mesclavam as características de seus pais, e também começou a achar que se transmitiam as peculiaridades adquiridas durante a vida do indivíduo [lamarquismo].” [12]


Muito mais poderia ser dito a respeito a respeito das reportagens citadas, ou de outras divulgadas por aquelas ou por outras publicações. No entanto, pode-se dizer que, em se tratando de mídia brasileira, o favorecimento do evolucionismo em detrimento do sério jornalismo imparcial, que ouve os dois lados da história, chega a ser enfadonho, de tão repetitivo. Vale lembrar também que a luta pela promoção do Criacionismo não se trata de uma postura retrógrada, porém de legítima liberdade para a pesquisa, tendo como ponto de partida o que se crê – o que, neste aspecto, assemelha criacionismo e darwinismo, já que este último se vale de pressupostos metafísicos na construção de sua grade epistemológica, tanto quanto o primeiro. Para os cristãos legítimos, que aceitam a veracidade das Escrituras, Darwin não pode continuar usurpando o que a Deus pertence.

Leia também



[1] Ambas as revistas apresentaram em suas respectivas edições mais de um artigo tratando do darwinismo; entretanto, nossa análise se restringe a duas matérias, sendo cada qual publicada em uma das revistas: Gabriela Carelli, “A Darwin o que é de Darwin…”, Veja, ed. 2099, ano 42, nº 6, 11 de Fevereiro de 2009, 72-83, de agora em diante “D/V”; Matt Ridley, “Darwins modernos”, National Geographic, ano 9, nº 107, Fevereiro de 2009, 59-71, de agora em diante “D/NG”.
[2] “Concordar com Darwin significa aceitar que a existência de todos os seres vivos é regida pelo acaso e que não há nenhum propósito elevado no caminho do homem na Terra.” D/V, 77. Ver também 78, 80.
[3] Idem, 74.
[4] D/NG, 59.
[5] Ver Phillip E. Johnson, “What is Darwinism?”, publicado originalmente em published in the collection Man and Creation: Perspectives on Science and Theology (Bauman ed. 1993), by Hillsdale College Press, Hillsdale, e disponível em . “[…] Quando a teoria é entendida neste senso limitado, a evolução darwiniana é incontestável, e não tem nenhuma importante implicação filosófica ou teológica.”
[6] Em D/V, p. 82 o famoso caso dos tentilhões de Galápagos é tratado como a “a prova da evolução”. Cf.: “Os Darwins de hoje observam em detalhes a maneira como a competição e as mudanças ambientais podem criar novas espécies.” D/NG, 65.
[7] D/V, 80 e D/NG, 65.
[8] Ver David Ekkens, “Animais e Seres Humanos: São Eles Iguais?”, (1994) ano 6, vol. 3,  5-8, disponível em . e Katrina A. Bramstedt, (2003) Diálogo, ano 15, vol. 2, p.24-25, disponível em .
[9] Charles Darwin, The descent of man, a obra se encontra disponível em .; consultei especialmente os capítulos 3 (.) e 4 ( .), em que homens e animais são assemelhados em áreas como desenvolvimento social, linguagem, inteligência, instintos, etc; nota-se igualmente a diferenciação entre homens de culturas primitivas e homens modernos. Não à toa, o darwinismo inspirou a eugenia, abrindo as portas para a discriminação racial europeia em fins do século XIX e início do século XX, sentimento que, entre outros fatores históricos, filosóficos e econômicos, culminou com o Nazismo. Basta ler Darwin para entender…
[10] “O DNA não só comprova que a evolução existe de fato como também mostra que, em nível mais fundamental, de que maneira ela configurava os seres vivos.”, “[…] a evolução opera não só por meio de mudanças nos genes mas pela modificação do modo pelo qual os genes são ativados e desativados.” D/NG, 58 e 70; “Hoje, para entender a história da evolução, sua narrativa e mecanismo, os modernos darwinistas não precisam conjeturar sobre o funcionamento da hereditariedade. Eles simplesmente consultam as estruturas genéticas. As evidências que sustentam o darwinismo são agora de grande magnitude […]”, D/NG, 76.
[11] Nancy R. Pearcey, “DNA: The Message in the Message”, disponível em .
[12] D/NG, 71.


39 comentários:

Anônimo disse...

Não pela questão de ser uma pessoa que acredita em Deus, o texto é bem coerente,dando a atençao certa para cada teoria. Mesmo acreditando em Deus devo admitir que Darwin também teve sua impotância na história, "descobrindo" a lei da seleçao natural, aonde o animal se adpta as condições do ambiente em que ele vive.
Teve uma perte na sua crítica que me chamou a atanção:" Ou seja, perde-se a diferença entre homens e animais. Por que se utilizar de cobaias em pesquisas médicas, se a vida deles vale tanto quanto a nossa ou a de qualquer outro ser vivo?". Mostrando nos como a teoria de Darwin contém falhas, mas já a de Deus não.
Beatriz Massinhan 1 ano B

Anônimo disse...

Obviamente eu também acredito em Deus e em toda a Bíblia. Acho que a teoria de Darwin tem todo um sentido a mais do que ele propos, mas isso só pra quem se recusa a acreditar completamente na Bíblia. Não é somente na Bíblia que os cristãos acreditam , mas eles acreditam completamente nela. Um exemplo disso é a tal seleção natural, que tem sentido de acordo com a Bíblia se você pensar que os animais só vão desenvolvendo o que precisam de acordo com o seu meio ambiente e que já estavam prontos (por Deus)antes de se desenvolverem desse jeito. Agora, pensar que tudo foi se desenvolvendo de uma bactériazinha, que passou para um peixe e blábláblá, para mim é besteira. Mas devemos respeitar a opinião de cada um. Também acho um jornalista numa reportagem deve ser neutro, o que achei que não aconteceu na reportagem da Veja, em que ele expressou demais a sua opinião, o que acabaria influenciando muitas outras despreparadas, já que no texto não tinha só uma reportagem, mas sim bastante da opinião própria do escritor.
Também me chamou a atenção o que a Beatriz falou, que a teoria de Darwin contém falhas e a de Deus não. Concordo que a teoria de Darwin contém erros, e que a de Deus não, mas tem coisas que ninguém consegue explicar nas duas teorias; então eu acho que para alguém que não acredita em Deus ou é agnóstico, deve ser difícil acreditar que tudo veio da provisão divina, assim como é difícil para alguém que acredita completamente em Deus e na Bíblia acreditar na evolução.
Gabriela Rocumback 1°ano B

Anônimo disse...

Darwin, trouxe tantos problemas pra quem é criacionista, quanto algum lado bom em toda a sua decoberta científica! Cada um com a sua opnião, as duas teorias são válidas, porém ninguém deve criticar a opnião do outro e sim, respeitar, nenhuma das teorias tem como ser provadas em laboriatório, basta ter fé para acreditar!

Darwin foi um gênio. Em seu tempo, não se sabia como as características hereditárias eram transmitidas de pai para filho. Nem que a Terra tem 4,5 bilhões de anos e que os continentes flutuam sobre o magma. No entanto, a teoria da evolução se encaixa à perfeição nas descobertas da genética, da datação radioativa, da geologia moderna. Só um cérebro poderosamente equipado, conjugado com muito estudo, pode ir tão longe.
Então, conclui-se que Darwin também teve suas participação importante.

Lisllie Wohlers - 1 ano B

Anônimo disse...

Bom...
O texto ficou bem bolado,e trata cada teoria com respeito...
Mas na minha opinião,não se pode
afirmar certamente que a teoria de Darwin esta errada,e tambem não se pode afirmar que o criacionismo
é besteira...
A questão difere de pessoa para pessoa.E mesmo cendo Cristão,não tenho certeza de que tudo veio do criacionismo ou da teoria de Darwin....

Vitor André 1 ano B

Roberto Rivelino da Silva Junior disse...

Percebo que as duas revistas foram bem parciais em relação ao Darwinismo, à teoria da seleção natural, e isso ,sem dúvida, é uma ação de caráter parcial.Mas para mim isso só torna-se ofensivo quando observamos algo do tipo: "Os cristãos não usam a razão, tem pensamento primitivo" ou "Os evolucionistas são usados por satanás!", porque os criacionistas,na maioria das vezes, também apresentam suas idéias como sendo irrefutáveis e imutáveis.Ou seja,quero dizer que cada um defende piamente as suas idéias,sendo elas expressadas imparcialmente ou não. Elas só serão imorais se ofenderem outros grupos diretamente.

Darwin foi importante tanto para teístas quanto ateístas ou agnósticos, pois suas idéias sobre a adaptação podem ser utilizadas de varias maneiras.
Ele pensava assim porque acreditava em outra origem que não fosse Deus, então justificou como poderia haver outro meio para a variedade das espécies de acordo com o que ele pensava e muitas pessoas pensam até hoje.
A sua teoria se encaixa com outras que vêm de pessoas que tinham ou têm a mesma visão ateísta e por isso ela tornou-se tão importante, não importando se a maioria é teísta ou não.
As duas teorias, tanto a evolucionista quanto a criacionista tem o mesmo propósito e procuram comprovações, por exemplo: fósseis, estruturas homólogas(que tem a mesma origem), e semelhanças a nível molecular entre o DNA das espécies.Essas evidências podem favorecer as duas teorias, mas nenhuma delas pode ser provada, infelizmente.A diferença é que o Darwinismo junta-se com o "Big-Bang" e é favorável ao deísmo e principalmente ao agnosticismo e ao ateísmo, ou seja, é comum para vários tipos de pensamento.
O Darwinismo é o responsável pela maioria das desavenças entre a religião e a ciência que favorece o evolucionismo, mas não é algo ruim, é algo que cria diversidade, assim cada um pode seguir o seu rumo.
Podemos acreditar que a terra foi criada por Deus e tem cerca de 10 mil anos, e que Deus é o responsável por todo o universo e é onipotente,onisciente, e muito mais, e que nos ama e pretende levar seus escolhidos com ele em breve; ou que ela veio do Big-Bang que ocorreu a 13,7 bilhões de anos e que possui desde a sua formação a idade geológica calculada entre 4,5 e 5 bilhões de anos e que as espécies evoluíram a partir de um ancestral comum que veio dos coacervados - a teoria de que a vida se originou na água - e que isso não tem nenhuma intervenção divina,e que Deus não passa de uma expressão do desespero humano da necessidade de um ser superior que o salve da sua situação digna de piedade.
Aí depende de cada um decidir no que vai acreditar.
Deixo uma reflexão:
.............................

Será a verdade cômoda?
Será a verdade incômoda?
Será a verdade filha da necessidade
e por isso mãe da realidade?
Será o homem uma criação de Deus
ou Deus uma criação da humanidade?

Criador ou criatura?
Tutor ou tutelado?

Talvez cego lesado
levado a crer no que precisa
para aceitar o que não pode ser mudado

Criador ou criatura?
Inocente ou culpado?

Talvez a verdade seja uma questão de ponto de vista
e a mentira um ser mutável
que igual à larva da borboleta com o tempo torna-se aceitável
Ficando a critério de cada um escolher a sua verdade,
A mais agradável.

por Jarbas Leite de Albuquerque
(Historiador em Natal –RN)

“...algo teria de surgir a certa altura do nada...”
...................................

Roberto Rivelino da Silva Junior

Anônimo disse...

Darwin,Darwin, Darwin,... Ele trouxe varias duvidas sobre suas teorias pois tem varias falhas de acordo com os Cristao por que Deus NEle não à falhas, erros e duvidas. Darwin tem grande conhesimentos em algumas partes da ciencias.

Agora o minha criticas :)

As teorias retardadas do Darwin não existe meio ou provas que existe meio que o Seres viventes veio de uma bacteria e veio se multiplicando e se acustamando com o clima do mundo, se fose verdade por que não poderia aconteser essas teorias ainda hoje ?, essas teorias que ele tem desenvolvido me irrita em varias partes tipo as duvidas para as pessoas nesse mundo e tambem varias pessoas ficam perdidas e não sabe se é verdade que Deus existe que ele tem Criado esse MUNDO MARIVILHOSO pois uma coisa imposivel de ser criada por nos seres vivos ou por uma coisa qualquer ^^ nos seres vivos criado por Deus com nenhuma falha ou siquer um erro porque DEUS É PERFEITO e VERDADEIRO. Essas pessoas que acreditão nessas teorias pra mim elas não virao o agir de Deus, mas eu creio que Deus um dia ira mostra que ele É DEUS na volta do Senhor Jesus pra buscar sua igreja.

RodriGo GoularT ®(registrado) ehehe rsrs™ - 1° ano A

Anônimo disse...

Eu acredito em Deus e na teoria da seleção natural especificamente.Minha opinião é totalmente contraria a da jornalista da revista Veja, acho que ela deveria respeitar mais as ideias de cada pessoa, creio que ela não tenha sido coerente ao citar pessoas religosas:"O enigma reside na relutância, quase um mal-estar, que suas ideias causam entre um vasto contingente de pessoas, algumas delas fervorosamente religiosas, outras nem tanto."
Afinal existem vários tipos de pessoas cada uma acredita no que quer. Resumindo, eu acredito em Deus, na Bíblia e na teoria da seleção natural, porém não na teoria evolucionista.
Aline de Freitas 1 ano B

Anônimo disse...

Devido á curiosidade humana relacionada a esse e muitos outros assuntos, surgem perguntas e mais perguntas. E algumas pessoas tentam responder essas questões, assim como o nosso relatado amigo Darwin que criou a teoria da seleção natural, e esse eu acho que é o principal motivo de tanta polêmica!
Muitas pessoas batem de frente com essa teoria e não aceitam de forma alguma, assim como eu...
mas como um bom cristão é preciso respeitar as opniões de todos, por mais diferentes que sejam das nossas.
E por causa de Darwin, na minha opnião milhares de pessoas tomam o caminho errado e contrário a o que a bíblia diz; e com o passar do tempo fica mais e mais difícil seguir a bíblia.

Bruno Mittang 1º ano B.

Anônimo disse...

Bem por ser uma cristã, eu acredito sim que Deus criou todas as espécies de animais, somente um tipo por animal, a teoria de Darwin explica sim as variações de espécies que temos hoje.

Deus nos criou, e nós também temos variadas espécies os negro, brancos, orientais, albinos.
Somos sim capazes de coisa incríveis e o nosso DNA pode conserteza se modificar conforme nosso ambiente.

Eu acredito em Deus mas também acredito na teoria de Darwin.
Julia Cristina Volpato 1anoB

Anônimo disse...

Como cristã que acredito na Bíblia acho que devemos todos respeitar a opinião dos outros, e aceitar que Darwin trouxe muitas descobertas científicas. Penso que a teoria de Darwin tem um grande sentido, mas para quem se recusa a acreditar na Bíblia.

Darwin foi um gênio provando a teoria da Seleção Natural, onde o animal se adpta ao meio onde vive. Naquela época não tinha como se saber como que as características genéticas se passavam de pai para filho, e nem quantos anos a Terra tinha!!

Só Darwin sendo um cientista tão genial e com tanto estudo pode fazer tal descobertas! Darwin trouxe muitas controvérsias deixando muitas pessoas em dúvida, e causando alguns problemas para quem era realmente criacionista!
Concluo que Darwin trouxe muitas descobertas científicas, que até hoje são muito úteis.
Taiane Pires - 1 ano B

Anônimo disse...

De fato como temos visto durante esses últimos 15 dias, os 200 anos do pai da teoria da seleção natural, vem nos trazendo sérias discussões, sobre a origem do ser humano.
Por um lado criacionistas defendendo a sua crença de um Criador Supremo, que cuida e , é o mantenedor de todo ser vivo, para os mesmos, Deus é a resposta para toda a criação.
Já para os darwinistas,a evolução é a chave das espécies que habitam ou habitaram neste planeta.
A ciência é muito complexa quando o assunto é religião, no passado nós tivemos grandes cientistas que acreditavam e viviam de acordo com as Sagradas Escrituras.
Mas será que muitos cientista, ou muitos cristãos (os fanáticos) estão nessa guerra para impor e obrigar a outra massa a seguir de acordo com a sua ideologia?
Digo por eu creio no criacionismo, e sei que ha um Deus que me mantém e que me dá forças para seguir a diante. A indentidade de Deus é tão real e tão presente em minha vida que não há como ter a menor possibilidade de duvidar de sua existência. Creio que cada pessoa deve seguir aquilo que ela acahar coerente, mas eu deixo uma pergunta no ar...
Eu prefiro acreditar que eu fui criada, planejada e formada por um ser perfeito e grande em amor, do que ser fruto do acaso, e você?



Merelyn Cercal Bleichuwelh
1ºB

Anônimo disse...

Apesar de discordarmos da maioria das coisas em relação a Darwin e toda a sua contradição em relação ao cristianismo
devemos concordar que ele descobriu a seleção natural que foi mecanismo responsável pela adaptação de espécies a um
novo meio e isso foi bastante importante. A briga para descobrir qual teoria está 100% correta será eterna, pois para
os criacionistas Deus criou tudo e para os que acreditam na teoria de Darwin tudo isso foi acontecendo aos poucos diferente
da forma de Deus, não existe uma prova totalmente correta para acabarmos com essa duvida! Mais como bons cristãos que acreditam
que a terra foi criada por Deus a teoria de Darwin não tem sentido quase que nenhum!

Janaina R. 1° B

Anônimo disse...

É muito difícil para quem recebeu uma educação cristã como formação acreditar na teoria do acaso. Pois a visão que tenho é que seria impossível conhecer o mundo cada vez mais e não acreditar que um ser superior não existe sendo que durante o estudo da história muitos fatos bíblicos se encaixam perfeitamente com a formação desse pequeno mundo ao qual chamamos de lar. Um exemplo seria a formação dos combustíveis fósseis que o surgimento os cientistas acham que foi por uma inundação a milhares de anos. E não temos uma inundação como essa na bíblia? Claro que sim o dilúvio. E outra teoria que repudio é a da evolução das espécies que logo se tornou o pavio para explosão de doutrinas xenófobas como o Nazismo.
E penso que como o ser humano que nem conseguiu curar a algumas doenças pode querer provar a não existência de Deus. Na verdade penso que os darwinistas devem discutir pacificamente com aqueles que possuem ideais ligados a religião e aceita-los. Pois mesmo as civilizações do mundo antigo e as atuais que valorizam a sabedoria tinham fé. A fé move o homem e o motiva acordar no dia de amanhã.
Sempre haverá aqueles que não aceitem certos tipos de cultura, mas como no mundo a livre expreção de ideais é aceita ambos tem direitos. Por conseguinte concluo que deve haver uma coexistência pacífica.
Pois a religião nos permite esclarecer de onde viemos e o que buscamos, mesmo assim respeitamos as diferenças, pois elas estão dentro de nossas leis:
“Amar ao próximo como a ti mesmo”.
Claro que essa convivência se tornaria mais fácil se algumas publicações não evidenciarem estes atritos e pregassem o fim do cristianismo, apenas visando lucros com a venda de exemplares da mesma.
Bastaria apenas um jornalista entrar em um templo cristão para ver que as pessoas se movem pela fé o que evitará o fim do cristianismo e da religião.
André F. M.
1 ano B

Anônimo disse...

Como anteriores falaram, tabem respeito os conceitos de Darwin, como um grande cientista e biologo da historia se destacando por introduzir uma historia que o mesmo criou pelo conceito de contradizer a ideia criacionista, como visto na revista, ressalta a ideia de Darwin, mas pra mim podemos criticar sem ofender nenhumas das teorias, concerteza acridito em Deus como criador mais tambem posso entender os motivos de Darwin e avalia-lo
Em alguns Coceitos Darwin esta certo, como Adaptaçao do ser a um ambiente,mas descordar que o ser humano pode ter vindo do mesmo.

Como Deus Falou "..Todos sao livres..."


O texto foi bem bolado :)

Winicyus Ferrari 1° ano B

Anônimo disse...

Eu acredito em Deus ,claro,mas também acredito no que Darwin descobriu a "lei da seleção natural" e concordo com sua teoria (em parte),porque dizer que de um lugar para outro e que de uma x espácie formou outros ,concordo mas dizer que tudo foi gerado de uma simples bactéria para mim não faz o menor sentido;não concordo em dizer que não tem sentido suas teorias ou que tem totalmente certeza de que é real,cada um com suas opniões; claro que quase tudo tem suas explicações, essa teoria até hoje é comentada e criticada e sempre haverá alguém que discorde de algo.
Jênifer Aline Secco 1 ano B

Anônimo disse...

200 anos se passaram e as teorias de Darwin que nós surgimos de organismos inferiores continua para muitas pessoas sendo verdade como para outras pura mentira.
Mas sera reaumente tudo mentira ou tem algum ponto que a teoria do evolucionismo se encontra com a do criacionismo.Como pode alguns seres evoluirem mas muitos continuarem inferiores deveriam todos ser iguais e não diferentes alguns com capasidade de raciocinio e outros sem essa capacidade alguns rastejam e outros caminham.
Teoria verdadeira pra mim Criacionismo mas para outra pessoa Evolucionismo.
Muito bom o sue texto gostei muito.



Clarisse de Freitas Soares
1ºA.

Anônimo disse...

Eu acredito que deus em seis dias criou a terra e tudo o que nela há
e criou o universo também, creio que Deus criou Adão e Eva e eles se procriaram e povoaram a terra, creio no dilúvio e que nele morreram muitos animais como os dinossauros, mamultis, etc...
após o diluvio só os animais da arca de noé foram os que sobreviveram, e esses animais foram se procriando, e se espalhando pela terra com a ajuda de Deus, alguns animais como penguins se adaptaram ao frio, outros como a cobra naja se adaptaram ao intenso calor do deserto, mas outros como a sucuri se adaptaram a viver em rios e suas margens, os filhos e netos, enfim os descendentes de Noé foram se procriando e habitando a terra, isso é o que diz a biblia, acredito parcialmente na seleção natural, pois como citei acima os seres foram se adaptando ao meio e essas adaptações foram passando hereditariamente como diz a teoria de darwin, no entanto eu nao sei uma coisa, como diz na biblia a arca de noé parou sobre o monte ararat que fica na turquia, e os unicos animais sobreviventes e humanos sobreviventes foram os que estavam na arca, entao como existiam animais e indios na america quando cristovao colombo veio aqui? como os animais e possiveis descendentes de noé vieram até a america? a Biblia nao fala de um segundo barco, que trouxe eles pra america.Ao estudarmos o criacionismo e o evolucionismo surgem algumas duvidas, e eu mesmo sendo cristão nao tenhu resposta para muitas duvidas. Eu creio em Deus, e tambem acredito parcialmente na seleção natural de darwin, mas o evolucionismo para mim é a teoria que mais existem furos, é a teoria onde mais existem perguntas sem respostas, por isso prefiro crer no criacionismo...
Desculpe os erros de português :)
Jorge Lucas Couto 1º ano A

Camila; disse...

Concordo totalmente que a mídia brasileira "vangloria" Dawin, como também toda teoria evolucionista. Já cansei de ver em revistas e televisão, abordagens imensas sobre o evolucionismo e Darwin; em grandes redes abertas de Tv como a Globo, que compram as matérias de grandes redes como BBC e de canais como Discovery Channel e National Geographic, sem levar em conta a teoria do Criacionismo(ou levando sem muita consideração). Acho isso ignorância, as pessoas que não tem acesso a maiores informações, são levadas através da mídia a acreditar no que é dispinibilizado, a coisa só não é pior por nosso país ser maioria religioso. Em parte, eu creio que também Darwin contribuiu diretamente para a ciência, tenho certeza que sem sua teoria, os estudos não estariam tão apurados.
Mas, como Cristã, verdade incontestável é o Criacionismo, para mim a teoria de Darwin tem erros que a fazem um pouco absurda.

Camila P. Anzini,
1º EM A

Ana disse...

Em minha opinião todos os estudos a respeito da criação e das origens dos seres vivos, servem para abrir ainda mais a nossa mente para entender esse assunto extremamente complexo. Ou seja, tudo o que tiver relacionado a esse tema, de certa forma coopera para o nosso aprendizado. E apesar de cada um ter o seu ponto de vista, não deveríamos dizer que umas das teorias estão erradas. Mesmo eu acreditando na veracidade da criação, ou seja, em tudo no que na Bíblia se encontra escrito, sobre Deus, considero alguns pontos da evolução também corretos, como é o caso da Seleção Natural, de Darwin. Mas também acho que muitos assuntos criados por ele (Darwin), mostram as tamanhas dúvidas que ele tinha a respeito da Bíblia, que o fez levantar diversas hipóteses para responder as suas dúvidas. Que naturalmente levou vários adeptos (seguidores) ao seu ponto de vista sobre a ciência. Acho mais uma vez, que apesar da Bíblia não nos dar a resposta da origem científica de quase todas essas coisas, Deus nos deixou a fé (certeza de coisas que não se vêem), justamente pelo motivo de que a nossa mente não seria capaz de entender os propósitos de Deus à respeito da humanidade, pois Ele é perfeito e possui pensamentos perfeitos, ao contrário de nós. Em outras palavras, como a própria Bíblia nos mostra, Os homens criam muitos planos, mas a resposta certa vem da boca de Deus. Para finalizar, como o texto: “... A genética favorece muito mais o conceito do Design Inteligente do que ao darwinismo!". Concordo plenamente, a prova disso não nos é completamente clara. Pois não seriamos capaz de compreender de forma natural, a perfeição sobrenatural desse incrível Design Inteligente.

Ana Marta Moura Gomes 1º ano B

Anônimo disse...

A 200 anos o pai da ciência nasceu.
Ele veio ao mundo para dar sua opiniâo, e em alguns casos deixa uma duvida em cada pessoa. Para mim Darwin não importa, nasci cresci sabendo do meu cridor. Mas depois de algum tempo fui realmente perceber que ele também era meu salvador.
Sou do time do criacionismo
tenho fé em Deus, realmente acredito na Sagrada Escritura.
Darwin trouxe alguns problemas para os fiéis deixando-os com duvidas. Mas olhando um pouco mais adiante podemos ver que ele ajudou, e muito na ciência
teve muitas descobertas, não é a toa que é considerado o pai da ciência.
Darwin foi um grande pensador, tinha suas duvidas, mas corria atrás e descobria
Algumas teorias poderiam estar erradas mas para seu tempo, ele era acima do normal, tinha um diferencial comparado à outras pessoas.
Assim encerro minhas palavras.

Leonardo de Souza Celso 1ºAno A

Anônimo disse...

Na minha opnião, todos os cientistas em geral contribuíram com alguma coisa, pois cada um que passa fala uma coisa diferente. Não se sabe ao certo de quem é verdade ou mentira. Como antigamente se falavam coisas da terra e do sol, cada era se faz uma descoberta diferente pelo cientista, como pode ser certa ou errada. Vai do povo acreditar ou não, pois sabem que com sua teoria muitos vão atrás, e se for vários atrás, eles ganham bastante, e continuam investindo nisso.
Não tem como uma pessoa acreditar ‘pela metade’ na bíblia, ou ela é cristã ou não, não se pode ficar em cima do muro, com dois pensamentos. Ou talvez acreditar somente em Deus ou somente em Jesus.
Como muitas pessoas podem somente acreditar no evolucionismo, e outras no criacionalismo.
Isso é o livre arbítrio de cada pessoa pensar.
Essa é a minha opnião, eu acho que a evolução é uma coisa do ser humano, que deve acontecer isto, mais não é qualquer coisa que devemos acreditar, pois que todas as coisas estão no controle de Deus. Pensar no que se quer pensar vai de nós e da fé, se queremos seguir realmente em Cristo ou não. Pois a salvação só vem de Deus. E todos serão julgados pelos seus atos.


.Ariani Nascimento. 1º A.

Anônimo disse...

Para introduzir vou usar uma coisa que está me encomodando nisso tudo: a mídia mostrar na maioria das vezes apenas o lado evolucionista, que já se tornou algo tão enjoativo de se saber. Se for fazer uma matéria que aborde esse tipo de assunto, que mostre os dois (ou mais) lados da coisa, mostre-me a oposição também. Nós somos muito influenciados pela mídia, fato. Nesse caso, ela meio que está nos forçando indiretamente à acreditar no evolucionismo, afinal só me mostram sempre um lado para acreditar. Como vamos nos manter informados sobre outras crenças e teorias acerca da origem dos seres vivos, como o criacinismo por exemplo, e ter uma liberdade de escolha, se nem sabemos ao certo que escolha é essa que fizemos por falta de informação desse lado?

Se só falam e publicam coisas e informações sobre o lado Darwin, obviamente nós só teremos conhecimento aprofundado sobre esse lado... e quem nos garante de de que é o lado correto?

A minha dúvida é justamente o centro das discussões aqui. Afinal como os seres vivos surgiram? Eles desde sempre foram assim como são hoje? Como o mundo foi criado?

Bom... eu não sei responder ao certo. A ciência não sabe me responder ao certo. A religião não sabe me responder ao certo. É um mar de incertezas.

A ciência evolucionista prega que tudo, inclusive nosso planeta foi criado a partir de um acúmulo de energia resultando em uma explosão denominada Big-Bang, que foi onde o Universo e tudo o que se encontra nele foi criado. Nós somos frutos de primórdios microorganismos que habitavam na Terra primitiva, que foram evoluíndo, evoluíndo e evoluíndo durante milhões e milhões de anos até resultar no atual humano. Isso também aconteceu com outras espécies de animais que foram se dispersando e ramificando, até chegar às espécias dos dias atuais. Resumindo é isso.

Até agora ninguém me provou o contrário.

Já a religião prega que um ser supremo, onipresente, onisciente e onipotente, Deus, criou todo o Universo. Conseqüentemente a Terra e tudo o que nela há, inclusive os humanos, também foram criados por Deus. Resumindo é isso.

Até agora ninguém me provou o contrário.

Então... o que fazer diante de uma situação dessas? Ficar em cima do muro? Simplemente não acreditar em nada? Criar uma crença própria?

Uma coisa que eu não pude deixar de notar, foi um certo concílio entre um ponto em que as duas teorias não discordavam: a microevolução, que é a adaptabilidade genética dos organismos vivos ao seu habitat. Ou em termos leigos, seria pequenas evoluções sofridas em animais de uma espécie que a adaptasse para o tipo de habitat que convive.

Tanto o Criacionismo quanto o Evolucionismo aceitam harmoniosamente esse ponto.

Porém a harmonia é quebrada quando chega-se na macroevolução, que é a radical transformação de uma espécie em outra, coisa que levaria milhões de anos para acontecer, como estudiosos evolucinistas afirmam. O Criacionismo fica só na microevolução. Não acreditam que uma espécie possa se transformar em outra, até mesmo porque o tempo que a Bíblia nos dá (cerca de 6 mil anos) é coerente apenas com o tempo que a microevolução possa ser ocorrida.

Quem sabe Deus criou o Universo, ou pelo menos a Terra e todas as coisas vivas, e a teoria da microevolução se aplicou aos seres vivos com o passar desses 6 mil anos. Deus cria uma espécie de animal, então a microevolução se encarrega de criar as subdivisões de acordo com seu habitat, se ramificando e criando várias raças desse animal...

...ou não.

Teorias se constroem e se baseiam em fatos. Fatos concretos:

Você pode ver Deus? Você pode tocar Deus? Como pode saber que Ele existe?

Você pode provar que Darwin estava certo? Você estava presente durante milhões de anos quando algum animal estava evoluíndo para outra espécie? Como pode saber se isso é verdade?

Esse texto de uma certa forma me deu uma luz e abriu minha mente quanto ao que acreditar tratando-se da nossa origem. Tem muitas outras coisas a dizer acerca desse assunto, que quem sabe possa definir um traço para mim seguir pela minha vida... pois no momento não sei ao certo no que acreditar, como o próprio assunto sugere, são muitas dúvidas e incertezas.

Arthur Ramiro Cruz de Lima
1º ano A

Anônimo disse...

Eu não consigo acreditar na teoria de Darwin, apesar de ela ser uma teoria conhecida e estudada décadas, por que conheço e estudo a Bíblia e sei que ela fala exatamente ao contrario, pra mim essa teoria não tem fundamentos, por que “nenhum cientista trouxe, até agora, provas inequívocas que endossem ter havido em qualquer época,uma macroevoloção nos moldes evolucionistas” quer disser que nem os próprios evolucionistas tem provas de que isso aconteceu mesmo, eles não tem moldes que provem esta teoria, por isso que para mim ela é invalida.

Caroline Lourenzetti 1º ano A

Anônimo disse...

Bem, eu acredito em Deus e tudo o que a Biblia diz,Deus criou os seres humanos e os animais, tanto é que temos varias especies hoje em dia. Não vo dizer também que Darwin esta errado, devo admitir que ele tambem teve sua importância, mais eu acho que ele podia pelo menos respeitar a opinião de cada pessoa,e ate hoje a ciencia com toda a tecnologia avançada, nao conseguiu comprovar se Charles Darwin estava certo ou errado. So o tempo dirá!

O texto foi bem legal (:
Todos aqui devemos respeitar a opinião de cada pessoa!

Samantha de Assis Pereira 1 ano A

Anônimo disse...

Eu como cristão, respeito os conceitos de Darwin. Mas tenho uma crítica em relação a lei da seleção natural, aonde o animal se adapta as condições do lugar onde ele vive. A crítica seria que entre os animais e os humanos não ha difença, e é por isso que eu não acredito muito nessa lei da selação natural.
E algo que a Beatriz falou também me chamou a atenção, de que a teoria de Darwin comtém falhas, mas a de Deus não.

Gabriel Streit Silva 1º ano B

Anônimo disse...

O texto foi muito bem elaborado, pois trata as duas teorias com todo o respeito, apesar de muitos defenderem radicalmente uma ou outra teoria, como as revistas VEJA e Super Interessante fazem. É bem claro que fazem essas matérias apenas pelo marketing, pois não conhecem bem ambas as teorias. Deus fala claramente na Biblia que criou todos os seres, e criou o homem e a mulher à sua imagem. Daí vem outro e diz que nao acredita na Biblia. Então como a matéria sem vida pode evoluir em vida? E tão complexa do jeito que é? Acredito apenas na teoria da seleção natural - características favoráveis que são hereditárias tornam-se mais comuns em gerações sucessivas de uma população de organismos que se reproduzem, e que características desfavoráveis que são hereditárias tornam-se menos comuns (Wikipedia :)- pois é a unica ideia inteligente que Darwin teve. Os evolucionistas usam a genética como desculpa (?), e isso deixa claro, que acreditam no Criacionismo, pois hoje em dia muitos cientistas já admitiram que a evolução é uma teoria inexistente, mas não deixam o evolucionismo por terem aderido à Darwin (esse cara era muito inteligente, aposto que se tivesse usado essa inteligência para outra coisa, teria feito algo melhor do que criar essa teoria cheia de falhas ;~). é claro que não tenho nenhum conhecimento a mais sobre o evolucionismo, mas essa passagem da Biblia resume Darwin: “[Os homens] Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos” (Romanos 1:22)

Matheus Corsete 1 ano B

Anônimo disse...

Como cristão, acredito em Deus como unico Criador, mas não é por isso que não posso entender oque Darwin pensava. Todos temos pensamentos e idéias diferentes sobre tal assunto.
Darwin foi um genio provando a teoria da Seleção Natural onde os animais se adaptam com o clima onde vivem.. Tambêm em seu tempo não havia como saber quantos anos a Terra tinha!
Darwin foi uma pessoa muito importante para a história e tambem para a ciência, fazendo descobertas que hoje são muito úteis.

Lucas Eduardo Pilz
1 ano B

Bárbara disse...

Professor,eu também acredito em Deus e na Bíblia mas
200 anos se passaram e as teorias de Darwin é uma grande mintira eu nao acredito na teoria dele.
Eu acredito que Deus nos fez nos nao evoluimos do macaco.
professor pensa comigo: se mas viéssemos do macaco o macaco estaria em extinção.

Bárbara Oenning Weber 1 ano A

Anônimo disse...

Não, concordo com as teorias de Darwin pois: Não vão acordo com a palavra de Deus.
Não concordo com a teoria de um animal valer a mesma coisa q um ser humano pois um animal e iracional com suas atitudes e abtos,um homem não deve se render a um homem alem de que seja a trabalho mas nunca se deixar levar por atitudes iracionais.
Não concordo com tudo q especifica o Darwinismo mas da para concordar com uma parte dele sim.
Carlos Henrique Clebsch 1 Ano A

Anônimo disse...

Eu acredito sim em Deus e que Ele criou os seres, o homem e a mulher, o céu e a Terra. Mas não tenho nada contra a teoria “seleção natural” de Darwin, pois apesar de nos trazer dúvidas, nos mostra que há diferenças entre uma espécie e outra, e conforme a adaptação em seu meio. Mas não vejo como acreditar, até por ser cristã, no evolucionismo, que diz na contribuição genética e através de genes atribuir um ser, e como diz no texto: “seria impossível produzir um simples conjunto de instruções ordenando uma forma química para sintetizar o DNA até mesmo de uma simples bactéria”. Acho que essa por ser apenas uma opinião contém suas dúvidas como a de todos, por isso respeito cada uma e espero que um dia, quem sabe alguém ache a tão esperada resposta.

Raquel T. Bastos – 1º EM A

Anônimo disse...

Eu como cristã já tinha minha certeza do criacionismo,mas agora acabei de obter ainda mais argumentos sobre esse assunto, principalmente agora que esse assunto esta tão presente.Concordo em todos os aspectos citados,e creio e reconheço o valor da nossa vida, somos seres racionais,e muito mais complexos para servir de experiencias medicas realmente, achei isso um ponto muito importante.Darwin tão empenhado em suas pesquisas,talvez tenha mostrado "inteligencia" em suas teorias,tao "encantadoras" mas tão falhas,acho que o que lhe faltou mesmo foi sabedoria!E é realmente lamentoso saber que alguem entre pra historia,com pesquisas assim tão desnecessarias, oque falta realmente é as pessoas parar tanto de querer contrarear as coisas divinas, e ter isso com base, tenho certeza que o ser humano evoluiria sim.. mas espiritualmente.Cada um faz a sua escolha,mas tambem acho que as pessoas devem estar mais atentas as noticias, pois tudo isso é marketing,e muitas vezes nós por darmos muito creditos as coisas, acabamos saindo como tolos, nas maos deles.


Laoane Guimarães Martins 1° A

Anônimo disse...

Não podemos negar que Darwin não teve sua importância na História científica. Foi Na época foi um gênio..., provando a teoria da seleção natural, onde o animal se adapta ao meio onde vive. Darwin trouxe muitas controvérsias, principalmente para os criacionistas. É uma pena que a imprensa em geral sem um profundo conhecimento exponha o povo a sua mesma desinformação e preconceito.
Tanto que micro evolução (adaptabilidade genética dos organismos vivos ao seu habitat) e macro evolução (transformação de uma espécie em outra) são completamente diferentes. E nenhum cientista trouxe até agora provas que endossem ter havido em qualquer época na terra uma macro evolução da maneira que o Evolucionismo defende. Outro aspecto que nos chamou atenção é onde se perde a diferença entre homens e animais, por se utilizarem de cobaias em pesquisas médicas os animais. Por se utilizarem de cobaias em pesquisas médicas os animais. E a vida deles vale tanto quanto a nossa ou de qualquer outro ser vivo? Enfim; teríamos muitos pontos e provas inequívocas para comentarmos a respeito da teoria nos moldes dos evolucionistas, mostrando como a teoria de Darwin possui falha, mas já a de DEUS não.
Aí vem de cada um em decidir no que irá acreditar.

Danielle de Cássia Geremias 1º ano A

Anônimo disse...

"Na semana passada, quando Charles Darwin fez seus 200 anos,em jornais e revistas foi visto, mais do que um grande cientista, foi um ponto de virada irreverssível na história da mentalidade.
Ciência e fé podem e devem andar em harmonia. Nao entendo o porquê uma TEORIA causa tanta polêmica, pois tanto a teoria evolucionista(colocada pela ciencia) de Darwin, quanto o criacionismo(onde o homem foi criado por Deus) podem existir juntos.
Eu acredito no Criacionismo, acredito que Deus criou todo o universo, criou o homem e a mulher, e é Ele que me mantém viva dia após dia. Apesar disso, eu já mais desrespeitei qualquer indivíduo que acredite no Evolucionismo, cada um tem sua opinião."
Tayla Flavia Hille 1ºano"B"

Anônimo disse...

Charles Darwin teve sua importância na história assim como vários outros personagens da ciência.
Foi considerado um gênio provando a teoria da Seleção Natural. Teoria considerada interessante numa época onde nem se sabia quantos anos a Terra tinha.
Hoje há sérias discussões sobre a origem do homem.
Criacionistas defendem sua crença de que fomos criados por um SER SUPERIOR.
Já darwinistas acreditam na evolução. Dúvida que se esclarece pela fé de cada um.
Eu como cristã acredito no criacionismo, tendo Deus como Criador e mantenedor de todas as coisas, tenho pena de quem acredita o contrário.
Nem mesmo os próprios evolucionistas tem provas concretas de que realmente houve uma evolução. Isso pra mim é nulo, mas será o tempo quem dirá o que esta certo ou não.

Débora Maia 1º ano A

Guilherme Yuji Watanabe disse...

Primeiramente, esclareço que o motivo de escrever este comentário tão tarde não é de qualquer desleixo por minha parte, e sim de alguns problemas com o meu computador que me impossibilitaram de entrar neste blog (e de sequer mexer no PC, por causa de um problema na placa de vídeo do meu computador).
Mas, a respeito de minha opinião é a seguinte:
Gostei do assunto (Criacionismo X Evolucionismo), pois acho que cada vez mais falo sobre esse assunto mais me fortaleço na fé. Gostei também dos 3 pontos colocados acima, que nos fazem pensar mais no assunto. Penso eu que a Veja, a National Geographic, por serem de caráter ateísta, SEMPRE exaltam os que falam contra Deus. E o que também me intriga é que não se tem a certeza se Darwin, realmente, sabia de tudo o que dizem que ele sabia, que fazem isso só para transformar Darwin num ícone que possa “enfrentar” Deus.
Em sua bibliografia podemos ver que ele era um fervoroso cristão e, depois, se torna agnóstico por causa das investigações a bordo do Beagle, e no ponto culminante que foi a morte de sua querida filha Annie, em 1851. O porquê de eu ter citado isso pode parecer sem significado ao contexto abordado, mas o que se pode notar é que se Darwin fosse um cristão totalmente convicto, não iria por nenhuma expedição duvidar da existência de Deus.
Mesmo com tantas expedições em vários lugares do Mundo, Darwin, poderia não ter pensado o seguinte: Com a complexidade dos seres vivos (cada detalhe em seu interior), que nenhum homem poderá “oniscientemente” conhecê-lo, como poderia ter vindo de um simples acaso? Não seria mais fácil crer num Deus que tudo planejou e criou? Será que ele NUNCA sentiu a mão de Deus atuando em sua vida? Ou seu ego que não permitiu tal auxílio divino?
Mesmo as questões não estarem convictas, concluo com o pensamento que Darwin foi muito precipitado ao relacionar a criação da Terra com o Big-Bang, pois na natureza existe muita complexidade e ela não poderia ter vindo do acaso.

Guilherme Yuji Watanabe 1° ANO A

Anônimo disse...

Denenhow akee.!


Pela minha opinião esse texto ficou bem imformativo e resumidamente sobre as ideias e descobertas de darwin.!pois não pode se descartar a possibilidade do evolucionismo.
agora me diz uma coisa.!
daonde surgiu Deus...eu me fiz essa pergunta tempos atras.
me diz donde começa a biblia?
ela não começa falando sobre a criação?
acho que sim qual quer biblia normal ela pode estar escrita de maneira diferente mais todaas elas se tratão no começo sobre a criação de TUDO.pois então aii vem a pergunta atona denovo.por eu acreditar assim não vão pensar que eu acredito do evolucionismo.pois um dia meu professor me disse.TUDOO se descobre atraves de duvidas.darwin foi um homem muito inteligente,importante para humanidade.pois descobriu que o animal ele tem necessidades e a microevolução faz com que ela suprima essa necessidade.
acho eu que darwin pensava muito sobre o evolucionismo pois assim fez suas descobertas.

E assim encerro minhas opiniões.
Muito obrigado pela ateção e ate a proxima

VAMO lah 1°"A" quase ningueim akee.!
flow Porfessor.!
ABRAÇOO.!

Dener Pontarollo 1°Ano EM "A"

Anônimo disse...

Anônimo disse...

Não acredito na teoria de Darwin até acho que alguma coisa tem fundamento.
Mas fico pensando que sempre aprendi pela Bíblia, sendo que ela é um livro de direção então não acredito em ET, Dragão, Sereia justamente por não estar na Bíblia, então a gente nunca sabe o que está certo ou errado, quando começampos a ler e pesquisar ficam dúvidas na nossa cabeça e é o que nos faz pensar e muito, mas uma coisa é certa e é nisso que creio que Deus existe e é único. Como sabemos que existiu Dom Pedro 1° por exemplo ninguem o conhece mas tá na história alguem viu e escreveu sobre ele. Então é como a Bíblia alguem viu e escreveu com a ajuda de deus, então é porque realmente existiu e é tão verdade que quem segue os ensinamentos dele tem uma vida plena e certa.
Mas confesso que ainda tenho dúvidas sobre muitas coisas por isso estou sempre buscando aprender pra tambem não me confundir. Mas sobre todas as coisasi é em Deus que acredito e creio e é dali que que busco saber. Tambem acho que nunca devemos deixar de aprender os dois lados pois é importante que saibamos para não sermos ignorantes e leigos, se for de Deus ele nos da ensinamento e sabedoria pra acreditar naquilo que for verdade.
E sobre teoria acho que sempre tem pessoas cheio de teorias mas nunca provam nada porque só querem ser importantes e deixar seus nomes na história pra serem estudados as vezes pode ser assuntos sem fundamentos mas é o que faz as pessoas quererem saber, é a dúvida e a incógnita e acabam até se confundindo e deixando de ter uma religião, porque vão se tornando descrentes e tudo que você aprende desde criança as vezes passa a não valer nada e o que é mais importante ta se escapando das nossas maos como areia do mar que é o amor de Deus e o amor pelo próximo . Então acho que as pessoas deveriam se amar mais. E seguir os 10 mandamentos porque é dele que tiramos o lado certo da vida. Porque todo aquele que nele crê terá vida eterna.

1° ano A.
Priscilla Gonçalves...*-*

Anônimo disse...

Acredito no Criacionismo, apesar de terem hoje em dia algumas provas de que o Evolucionismo talvez seria possivel. Nao acredito na teoria (em geral) de Darwin, apenas na seleçao natural. Essa polemica toda entre as duas teorias nao deveria ser tao aprofundada, pois é apenas uma teoria. O que importa é o que cada um realmente acredita. Nao acho que Darwin fez algo errado, apenas se precipitou em sua teoria da Evoluçao.

Renan Morghett 1 ano B

Anônimo disse...

" Fé é a certeza das coisas que se esperam e a prova da coisas que não se vêem." Hebreus 11:1
Eu creio em Deus e em tudo que diz em sua Palavra, e sei que, através da minha fé estou agradando a Ele, pois "SEM FÉ É IMPOSSÍVEL AGRADAR A DEUS".
É por esta questão que jamais acreditarei nas maiorias das teorias de Darwin.
Darwin foi um homem que "conheceu a Deus", mais do que muitos,por sua formação teológica, mas se deixou levar por uma grande revolta, decepcionado com a perda de sua filha.
Á partir daí deu lugar para idéias (como diz bem a palavra "teorias") que são totalmente contrárias a PALAVRA de DEUS.
Acredito que Darwin conheceu o Senhor só de ouvir falar, e não de com ELE estar. Esta experiência de intimidade, nos faz crer que Deus é Soberano sobre todas as coisas e sobre tudo, inclusive nossas perdas.
Suas teorias são tão sútis, que algumas delas até confundem aqueles que não tem convicção do que acreditam.
É a liberdade que cada um tem, de acreditar no que quizer, que o próprio SOBERANO DEUS deu.(livre arbítrio-pessoa tem o poder de escolher suas ações).

Bruna Larissa 1º ano B