quarta-feira, 6 de junho de 2007

A DESTRUIÇÃO DOS CANANEUS




Yahweh, o Deus Único, convocou Moisés para através dele libertar o Seu povo escravizado pela nação egípcia. A certa altura, Deus declarou ao Seu libertador: “Executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o Senhor”. (Ex 12:12 up).
O Êxodo, além de livramento, foi também uma auto-revelação divina e um juízo contra o Egito. De tão notórias, as pragas que deram a liberdade aos filhos de Jacó tornaram o nome de Deus difundido até entre os cananeus. Séculos mais tarde, uma prostituta chamada Raabe, disse aos espias israelitas que acabara de esconder dos agentes de segurança de Jericó:

Porque temos ouvido que o Senhor secou as águas do Mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito […] Ouvindo isto, desmaiou-nos o coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o Senhor, vosso Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo da terra. (Js 2:10-11)

Se Raabe pintaria com cores vivas o pânico coletivo que a presença dos israelitas causaria nos habitantes de Canaã, podemos dizer que eles teriam razões de sobra para temerem! Deus ordenou a Seu povo que destruísse a todos aqueles povos de além do Jordão (Nm 33:51-52, 55-56).
A tarefa que os israelitas tinham diante de si não era como um acampamento de escoteiros! Nem todos os povos de Canaã seriam presas fáceis. Uma raça que destaque, quer por suas peculiaridades éticas, quer por sua imoralidade, era a dos anaquitas. O próprio Jeová preveniu Moisés a respeito dos anaquitas nestes termos:

Ouve, ó Israel, tu passas, hoje, o Jordão para entrares a possuir nações maiores e mais fortes do que tu; cidades grandes e amuralhadas até os céus; povo grande e alto, filhos dos anaquins, que tu conheces e de que já ouvistes: Quem poderá resistir aos filhos de Enaque? (Dt 9:1- 2).

Gigantes ou não, nenhum cananeu deveria sobreviver – Israel estava mais para o Arnold Schwarzenegger de O Exterminador do Futuro do que para Jim Caviezel de A Paixão de Cristo! Você pode até se perguntar: “Mas como um Deus de amor pode incumbir um povo de matar outro? Deus tem algum prazer na guerra e no sofrimento dos inocentes?”
Note que as leis bíblicas incluíam normas para a Guerra (ver Dt 20). Os povos pagãos deveriam ser consagrados à destruição total. Isto já fazia parte de uma cultura estabelecida; Daniel L. Gard nos lembra de que
[…] o texto bíblico retrata a prática da guerra e do genocídio no antigo Oriente Médio. O herem [termo técnico para a Guerra divinamente ordenada] não era uma prática exclusivamente israelita, visto que outros povos também o empregavam na destruição e consagração de seus inimigos a outros deuses.[1]

Os cananeus que estavam na mira de Israel não eram os coroinhas das montanhas! Os povos espalhados pela região eram proverbiais por sua maldade extrema. Deus explicara esse ponto a seu povo:

Não é por causa da tua justiça, nem pela retidão de teu coração que entras a possuir a sua terra, mas pela maldade destas nações que o Senhor, teu Deus, as lança de ti. (Dt 9:5).
O Senhor fez com que os moradores dessas cidades teimassem em lutar contra o povo de Israel, para que, assim, fossem completamente destruídos e mortos sem dó nem piedade. O Senhor havia ordenado isso a Moisés. (Js 11:20, NTLH).

Deus permitiu que os cananeus mantivessem sua rejeição ao que conheciam a respeito Dele. Deus não os forçou a Lhe obedecerem, nem amenizou o Seu julgamento contra os crimes daquelas pessoas. As oportunidades, porém, eles tiveram. [2]
Se compararmos Deuteronômios 2:20 com Gênesis 14:5-6, veremos que as mesmas nações inter-relacionadas aparecem em ambos os textos: refains, zuzins (ou zazumins), emins e anaquitas. Essas nações de gigantes tiveram contato com Abraão. Logo, conheciam algo do Deus de Abraão.
No entanto, o testemunho de Abraão não foi suficiente para por fim à imoralidade de Sodoma e Gomorra, que terminaram julgadas por atingirem a medida de iniqüidade. Aos cananitas, haveria ainda um tempo de graça. Todavia, tanto Deus sabia que os habitantes de Canaã continuariam impenitentes, que fizera a promessa a Abraão que a sua descendência ocuparia a terra deles (Gn 15:20). Tremper Longman III argumenta:

Na verdade, do ponto de vista bíblico, Deus demonstrou grande paciência para com o povo que viveu na Palestina. A razão pela qual os descendentes de Abraão tiveram de esperar tanto tempo para entrar na terra prometida foi ‘porque a maldade dos amorreus ainda não atingiu a medida completa. [3]

Entretanto, tempo havia chegado! Existem fatos que nos ajudam a recordar o grau de depravação a que desceram as nações de gigantes e seus conterrâneos: Hebron, que Calebe conquistou, havia sido a cidade de Quiriate-Arbá (Jz 1:20); nesta região se encontrava o vale de hinom, lugar que por séculos abrigou o culto ao deus Moloque.
Moleque, como parece ter sido nome original daquela divindade, também é chamado de Milcon. Era o deus cananeu do fogo. No vale de Hinom crianças eram mortas por seus pais e seus corpos eram oferecidos nos braços incendiados de uma imagem de Moleque, que as consumia. Até mesmo o sábio rei Salomão participou desta forma aviltante de idolatria. Josias em seus dias proibiu os sacrifícios a Moleque no vale de Hinom. Isto sem contar os diversos santuários onde se praticava a prostituição cultual em nome de Baal, admitindo todas as perversidades sexuais possíveis!

Há um grau de iniquidade mais assinalado do qual não podem ir as nações sem enfrentar-se com os castigos de Deus. A profundidade da depravação e degeneração moral em que se tinham afundado os habitantes de Canaã no tempo de Moisés fica manifesto por sua literatura mitológico, posteriormente descoberta. Eles descrevem a seus deuses como seres cruéis e sedentos de sangue, que se matam e enganam mutuamente, e cuja imoralidade sobrepuja toda imaginação. A semelhança dos antediluvianos e dos sodomitas, os habitantes de Canaã, ao modo de seus deuses, estavam movidos pelas paixões mais vis. Encontramo-lhes sacrificando a seus filhos, adorando serpentes e praticando rituais imorais em seus templos. Seus santuários abrigavam a prostitutas profissionais e a homossexuais. Os amorreus, a mais poderosa das diversas tribos cananeias, aqui representam a todos os habitantes de Canaã (ver Js 24: 15; Jz 6: 10; etc.). [4]

Se uma mulher descobrisse um câncer de mama em estágio inicial, não iria operar antes que ele se “instalasse” irreversivelmente pelo corpo? Por mais traumática ou sofrível que uma cirurgia como essa venha a ser, perder uma mama e continuar vivo não é melhor do que definhar até a morte? Os cananeus eram o câncer. Deus os amava, mas deixá-los vivo seria o mesmo que contaminar a humanidade com a sua influência maléfica.
Pense em como o mundo não estaria pior se Deus não interviesse, periodicamente, refreando o pecado e punindo os culpados… Ainda assim, a nossa tendência é lamentar que tivesse de ser assim, ou, como expressou-se um estudioso “Gostaríamos de crer que tais coisas nunca aconteceram, ou se aconteceram, que elas nunca foram recomendadas por Deus.”[5]
De qualquer maneira, a luz da verdade é progressiva (2 Pe 1:19) e Deus teve de lidar com circunstâncias que exigiam medidas adequadas. Era primordial preservar o povo de um convívio venenoso, que impediria à nação de Israel o desenvolvimento suficiente, a fim de que através dela viesse o Messias.
É claro que Deus tinha de ser justo, punindo não apenas os pagãos que ameaçavam a espiritualidade e segurança de Israel, mas punindo até Seu próprio povo eleito, a medida em que eles também se separavam de Seus ideais.[6] Deus nunca permitiu que Seu povo fosse completamente aniquilado[7] – sempre haveria um remanescente, uma pequena parte do povo chamada a cumprir a obra daqueles que se afastaram do ideal; quando finalmente Israel falhou como nação, Deus convocou a Sua igreja, formada, a princípio, de um pequeno grupo de judeus.

Um dia finalmente, chegará a vez de Deus julgar o mundo; uns entrarão pelos portais eternos e avistarão seus lugares na mesa, nos quais tomarão parte na Ceia do Cordeiro; Outros, por desprezarem as mãos da graça estendida durante toda a existência terrena deles, serão exterminados como os cananitas; não pelo povo de Deus, porém pela Própria glória divina, que retribuirá a cada um segundo as suas obras.
Pais de família imorais. Sacerdotes mentirosos. Cristãos arrogantes. Universitários incrédulos. Religiosos hipócritas. Artistas depravados. É extensa a lista daqueles que fugirão da “ira do Cordeiro” (Ap 6:16), os mesmos que depois serão “lançados no lago de fogo e enxofre” (Ap 20:15). O câncer será então finalmente extirpado – e de uma vez por todas! A destruição dos cananeus era o ensaio da banda; o concerto será em breve. Enquanto isso, devemos aproveitar as oportunidades que Deus nos dá, como Longman afirmou:


[…] Na verdade, é por causa dessa graça [de Deus] que todos nós continuamos a respirar.… Diante disso, não devemos ficar espantados pelo fato de Deus ter ordenado a morte dos cananeus; ao contrários, devemos admirar-nos com o fato de ele permitir que alguém viva.… Em certo sentido, a destruição dos cananeus é uma prévia do juízo final.[8]

[1] Stanley Gundri (ed), Deus mandou matar? Quatro pontos de vista sobre o genocídio cananeu, 128.
[2] Ellen White, em Patriarcas e Profetas, 434-435, fala melhor dessa assunto. “Prova suficiente fora dada; eles poderiam ter conhecido a verdade, caso tivessem estado dispostos a volver de sua idolatria e licenciosidade. Mas rejeitaram a luz e apegaram-se a seus ídolos”, 434.
[3] Deus mandou matar? 181.
[4] Francis D. Nichols (ed.), Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, 16.
[5] Gordon J. Wenhan, Números, Introdução e Comentários, p. 219. C.f.: Deus mandou matar?, 121-122.
[6] Depois de citar diversos juízos contra o povo de Israel ou indivíduos que ocupavam posição de liderança, Gordon J. Wenhan assevera: “ Assim sendo, os mesmos princípios governam o julgamento de Israel bem como de outras nações. Todos pereceriam pelos seus pecados se não fosse a graça de Deus 9cf. Gn 6:7ss.; Am 1 – 2). Mas Israel foi punido em primeiro lugar, e depois foi a vez dos povos vizinhos.”, Opus. cit., 219.
[7] Deus mandou matar, 131-132.
[8] Opus. cit., 192, grifos do autor.


44 comentários:

Regina disse...

Bem, quem sou eu para discutir acerca dos desígnios de Deus... Porém, acho que esses "Genocídios" que Ele ordenou, por mais paradoxais que pareçam, demonstram uma vontade d'Ele de tentar, àquela época, melhorar o mundo e tornar a humanidade melhor, também. Era como tentar limpar o campo das ervas daninhas. Porém, acho que Ele sempre superestimou Suas criaturas, por todas as vezes achar que, daquele momento em diante, a humanidade se curvaria à Sua grandeza e O obedeceria... Mas a História mostra que nunca as coisas foram assim, e, infelizmente, o homem continua tão mau e ingrato como era nos dias antigos.
Só o grande amor de Deus pela humanidade, por Seus filhos, é que ainda nos mantém vivos. Ele está sempre disposto a nos perdoar e a nos oferecer uma nova chance, que sempre desperdiçamos com ironias ou ingratidões...
Até quando?

Rômulo disse...

Não. Deus não é a favor do genocídio, como ficou demonstrado na sua explanação. Fato é que não tinham mais controle e após várias oportunidades, o seu nível de depravação chegava ao limite, e restava, para o próprio bem deles, o seu extermínio. As vezes, estamos tão preocupados em nos parecer com o mundo que as pessoas quase não enxergam a nossa luz e pior ainda, quase não nos identifica. Estamos sempre em cima do muro. Temos que ser "assertivos"! A sua opinião não é tão importante, mesmo que isso mexa com os seus princípios. Tô cansado de ouvir isso! Enrolação!
Também percebo que Deus tem controlado esse mundo, mas quando ele disser, a semelhança do que disse a Sodoma e Gomorra, que a maldade deste povo atingiu a medida completa, virá o juízo e aquelas pessoas que não quiseram dar ouvidos a isso, não verão o cordeiro de Deus.

João Paulo disse...

Se existe uma coisa que eu não consigo entender é como Deus, permitiu que os israelitas matassem as crianças, filhos e filhas os cananeus, e até as crianças que ainda estavam em fase de amamentação... poxa até onde eu sei crianças são crianças, elas vivem de uma forma de vida diferente dos adultos e também creio que elas não tem a mesma capacidade de julgamento que um adulto... e mais, porque condenar crianças pequeninas a morte, pelos terríveis pecados que os pais dela cometeram? não vejo lógica nenhuma nisto. Eu creio em Deus, creio em sua justiça, mas esta duvida me atormenta...se você tem uma resposta para isto, por favor me responda porque nao consigo tirar da cabeça, esta dúvida.

douglas reis disse...

João, o povo estava inserido numa cultura depravada e claro, isso afetava as crianças também. Deus sabia disso. Hoje, os pedagogos e psicólogos que estudam o desenvolvimento da criança, sabem que o caráter se forma até os três anos. Isso sem falar das influências pré-natais, exercidadas pela mãe, que decidiram, em grande parte, o caráter de seu filho, de acordo com a escritora Ellen White. Esses dados nos ajudam a entender a aparente crueldade divina...

Anônimo disse...

acontece que Deus tinha q faze alguma coisa e as vezes uns tem que pagar pelos outros a vida...
Deus sabe de tudo o que faz e se fez isso por que sabia que era melhor!
aluna : gabrila karoline 8 b

Anônimo disse...

BOM COMO COMEÇAR NAVERDADE EU NÃO ENTENDI MUITO ESSE ASSUNTO ACHO QUE A DESTRUIÇÃO DOS CANANEUS FOI UMA DECISÃO BOA ,MAS ACHO QUE MATAR CRIANÇAS QUE SÃO INOSENTES NÃO è LEGAL NÃO ,POIS ELAS NÃO TEM MALDADE ALGUMA AINDA. Jà PENSOU UM BEBE DE COLO AINDA EM FASE DE AMAMENTAÇÃO SER PUNIDO TAMBèM POR CAUSA DE UM POVO MALIGNO DESSES, NÃO É NADA LEGAL NÃO, CRIANÇAS NÃO DEVIAM SOFER O TAL DO ( GENOCÍDIO) MINHA OPINIÃO É ESSA MAS DEUS SABE O QUE FAZ SE ELE DEIXOU ISSO ACONTECER ELE TEVE UMA BOA RASÃO PARA TER O FEITO DE FATO OS CANANEUS DEVERIÃO MORRER!!!!!

SUELEN ROSA DA SILVA.8ºB

Anônimo disse...

Meu nome é Patricia Ramos da 8ºb.
Eu acho que Deus esta certo no que ele fez, pois Deus sabe de todas as coisas...
Quem sabe se ele nao tivesse botado um fim nisso teria acontecido muito pior, por isso devemos ter conciencia de tudo que fazemos,pois se nao quando haver a volta de Jesus iremos para um lugar de escravidao, e ninguem quer isso para sua vida ,nao é mesmo???
entao devemos seguir pelo caminho da luz,esse sim lhe trara muitas felicidas....

Jennifer espindola 8ªB disse...

Creio eu que os cananeus nao eram muito diferentes doque muitos sao hoje, se Deus naquela epoca nao permitio que os cananeus vivessem muito tempo e corrompesse o povo de deus ele tambem nao permitira que os "cananeus" da nossa epoca vivam tempo suficiente para perverter o povo dele. Mas nos dias de hoje vemos pessoas boas que jamais imaginariamos que fariam o que fasem hoje, isso mostra que pessoas ja estao sendo corrompidas.Por isso temos que tomar cuidado para que nao sejamos os que corrompem mas sim os que sao tentados a se corromperem.
jennifer espindola 8ªB

Itamar disse...

deus não é um homem mau ,assasino como deus mandou matar os cananeus ele fez isto porque os cananeus era um povo ruim ,malvado,perverso eles não adoravam a deus mais sim aos outros deuses e eles pecavam os pecados,e não fazia os dez mandamentos.
Mais eu tenho uma pergunta,como deus mandou matar ate os bebes?e eu pensei assim. Se deus deixasse o povo livre,aquelas crianças e bebes seriam como eles ,mais eu acho aqueles bebes mal nascidos foram mortos eles foram para o céu porque eles não tinham conciencia naquilo naquela situação.
Esta que a minha opnião

Anônimo disse...

ta na verdade n entendi muito bem mas...
bom mas deus tinha q faze alguma coisa a respeito...
e as vezes uns sofrem pelos outros, seila tauvez as crianças tambem tivessem um poco de cupa...
bom deus sabe o q faz!!!!!!!!!
se ele fez isso e pq era o melhor a fazer.eu pelo menos acho isso


hellen karolinni rocha
8 ano b

Anônimo disse...

Deus fez aquilo porque os cananeus era um povo muito perverso, malvado e só acontecia matançça naquela terra...

essa é minha opinião...

Bjss Mikinha Rebello!!!
8° ano A

Anônimo disse...

Não. Deus não é a favor do genocídio, como ficou demonstrado na sua explanação. Fato é que não tinham mais controle e após várias oportunidades, o seu nível de depravação chegava ao limite, e restava, para o próprio bem deles, o seu extermínio. As vezes, estamos tão preocupados em nos parecer com o mundo que as pessoas quase não enxergam a nossa luz e pior ainda, quase não nos identifica. Estamos sempre em cima do muro. Temos que ser "assertivos"! A sua opinião não é tão importante, mesmo que isso mexa com os seus princípios. Tô cansado de ouvir isso! Enrolação!
Também percebo que Deus tem controlado esse mundo, mas quando ele disser, a semelhança do que disse a Sodoma e Gomorra, que a maldade deste povo atingiu a medida completa, virá o juízo e aquelas pessoas que não quiseram dar ouvidos a isso, não verão o cordeiro de Deus.

romulo de souza filho 8ª"A"

jack disse...

bom...eu concordo com o texto, pois se DEUS quis que os cananeus morrecem é porque ele sabe de todas as coisas,só ele ele sabe o que poderia acontecer dali pra frente entau por isso DEUS mandou mata-los...e quem somos nós para questionarmos DEUS, só ele é perfeito e digno de tudo...
no dia do julgamento ai sim DEUS vai julgar todos um por um e vai separar os salvos e escolhidos dos que nao serem salvos... e coitados daqueles que maltrataram e mataram seus filhos eu nao sei e nem possu julgar pois so quem julga é DEUS, mas eu axo, eu sei que o que eles fazem esta errado, matar uma criança inocente e ainda por um deus, 1° que nos dez mandamentos esta escrito nao adorai outros deuses, entau eles ja estao pecandu poix estau fazendu issu por um deus e depois que DEUS disse para amarmos as criançinhas pois ele amou e ama muito as crianças...
tambem nós só temos que por nossa fé em DEUS e acreditar nele para que o dia que ele vier buscar sua igreja nós podermos ir juntos com ele para o cêu...
DEUS é amor é sabio e sabe de todas as coisas, entau ja esta bem claru que nao podemos contraria-lo...
é issu que eu entendi pelo texto...

bjxxxxxxxxxxxxxxxx...

de: Jaqueline S.H. 8° ano B...

te amoooooo(l)³

Anônimo disse...

Sim, Deus fez certo em exterminá-los. Acho que se Ele deixasse como estava ficaria muito pior, e isso sim seria o fim. Mesmo Deus não sendo a favor disso, ele fez o que achava certo para todos!

Thaynan L. Otávio, 8ª B

Anônimo disse...

Pelo o que vi, Deus sabia de tudo o que estava fazendo, sabia que se o povo cananeu vivesse mais algum tempo corromperia o Seu povo.
Deus sabe de tudo o que acontece e o que acontecerá, então Ele estava certo do que viria dali por diante se os cananeus não fossem exterminados.
Acho que se isso e outros planos de Deus naquele tempo para manter as pessoas de fé não tivessem acontecido, éramos nós que não estaríamos aqui, o povo de Deus estaria escasso.
Mas como Deus é maravilhoso, não deixou que nada acontecesse de mal a todos eles (Seu povo).
Hoje há muitas pessoas mentirosas que tentam de alguma forma desviar o povo de Deus dos caminhos do Senhor.
Por isso virá o dia do juízo, e todos que estão no caminho errado pagarão por tudo que fizerem.
Deus é justo, não maldoso.
Deus é amor, não cruel.
Deus é Tudo o que precisamos.
Ele Fez que ser melhor.

Emilly, 8º b

Anônimo disse...

Deus sabe o que faz
se ele achou certo fazer isso
é porque é melhor
mas eu acho que os bebes nao deviam
ser punidos
eles nao tem culpa de nada.

Leonardo Luiz de Souza
8ª B

Anônimo disse...

As vezes um vaz e todos pagam e foi issu q aconteceu.
Deus tinha q faze alguma coisa, nem que todos pagassem pelo ero de um!

MARIANA BACKES 8°B

Anônimo disse...

Concordo com todos os comentários acima.Deus é perfeito, Ele sabe tudo o que acontece, e sabe também que se Ele mandou destruir os Cananeus foi porque talvez mais tarde eles (os Cananeus) teriam poder de interferir na vida eterna do povo de Deus e daí em diante por fim ao que Deus disse.
Devemos ter fé em Deus e deixar aos poucos Ele agir da maneira certa como Ele sempre fez.
Só no dia do grande juízo, veremos então que Deus sempre nos amou, muitas pessoas vão ser condenadas a morte eterna, pois em determinado tempo de sua vida não deixou Deus agir, não acreditou em Deus e não entregou á ele todo o seu coração.
O que podemos fazer é confiar em Deus, e exaltar o seu nome, pois o que Ele faz ele sabe, Ele é Deus justo e verdadeiro, move o mundo inteiro só por nos amar.

Te amúúúl meu Deus

Nome:Isabela Caprara Pamplona


isinha_pamplona@hotmail.com

Anônimo disse...

Com certeza foi uma atitude certa que Deus tomou, porque se ele não tivesse feito isso, ia ser pior, pois hoje não estaríamos aqui. Claro que matar todo mundo de uma vez só não é fácil, eu acho até um crime matar as pessoas, inclusive as criançinhas de colo, porque elas não têm culpa do que acontece no mundo, se estão começando a vida elas não tem nem noção do que são as coisas. Acho que pra Deus doeu muito ter feito aquilo, mas se ele não tivesse feito algo depois no futuro iria dar errado, pois todos os planos de Deus são bons e ninguém vai impedir ele de realizá-los. Pois Deus nos ama e ele só quer o bem pra nós.

Maíra Z. Caldas
8º ano ‘A’

(:

Lucas Palma de Mattos 8ª-A disse...

Por um lado acho que foi certo Deus executar essas pessoas, pois era um povo pagão que não reconheciam seus graves erros. Se as coisas contentassem.
OBS (conforme o texto): Não seria justo Deus punir não só os pagãos, mas punindo até Seu próprio povo, na medida em que eles também se separavam de Deus.

Lucas Palma de Mattos
8ºano-A

Anônimo disse...

Bom, por um lado foi certo Deus matar esse povo, pois eles estavam fazendo mtas coisas erradas, mas as crianças não tinham culpa daquilo. Mas se Deus fez assim, quem somos nós para discordar?

Lucas Torres 8ªA

Anônimo disse...

Acho que Deus fez serto au dertruir os cananeus porque imagine
se eles estivensem vivos poderiam destruir mauitas naçoes.
Mas aida esitem muitos cananeus por ai mas nao aqueles da epoca de Deus mas sim de agora ladroes,politicos corrupitos,pessas desonestas e etc.
mas esse cananeus seram derrotados na ora que Deus vir, e se eles nao se arrependerem logo desapareserao
logo e desta vez para sempre.

Felipe t.
8° ano A

Kelly. disse...

Bom lendo este texto, pude confirmar e ter a certesa de uma coisa que é certa. Deus sabe o que faz, e não é por acaso. Quando ele escolhe algo, e o que ele escolheu pode ser a dor mais forte que a pessoa sentirá, mais foi a melhor coisa que Deus fez, mais cedo ou mais tarde, você verá que sentido teve o que Deus fez! Como diz o texto, Deus mandou acabar³ com aquele povo, algo assim. Se ele fez isso, pode ter certesa que foi o mais correto. Como eu ja disse, tudo que ele faz, sempre foi e sempre será para o nosso bem. Não foi a toa que ele deixou seu filho, Jesus ser sacrificado por NÓIS, que hoje somos pessoas ingratas, algumas apenas.
Foi mais ou menos isso que eu compreendi lendo este texto!

Aluna: Kelly Maaciel (:
8º ano A

Anônimo disse...

Os cananeus foram obrigados a serem mortos pelo povo de Deus porque Deus sabia e sabe tudo o q vai acontecer então ele teve q fazer isso por causa de um povo dele q não o quis segui-lo e esse povo seriam tão mal q Deus foi obrigado a matar eles porque se não eles eram capaz de contaminar o mundo todo com seu pecado.


Estefany Mendes 8ºB

Anônimo disse...

sei la nao entendi muito bem..
porque estou com son
mais acho q DEus sabe o que fez
e Elle nunca erra e se muitos acham que elle tah errado cada um tem sua opiniao e nada vai mudar se Deus fez tah certo.
bjus
Ana Paula Santos 8°b

mayara 8 ºano b disse...

Bem nos meu olho agora eu vejo isso uma coisa não muito certo,não conseguiu entender como Deus deixou que os israelitas matassem as crianças, filhos e filhas os cananeus,e até as crinças que ainda es tavão em fase de mamentação.mais se pensarmos e meditamos Deus está acima de todas as coisas pois ele conhece o nosso deitar e o nosso levantar, pois não cai uma folha de uma arvore se não for permissão de Deus,Deus sabe de todas as coisas,ele conhece o nosso hoje e o nosso amanhã.

Anônimo disse...

Eu graças a Deus devo dar graças a ele pq eu ainda bem que eu conheço o caminho certo, ninguem tem certeza disso mas, eu dou graças e Deus pq eu ñ adoro imagens de escultura,pq isso eu sei que é errado mas, eu ñ sou ninguem para julgar... Eu creio no meu Deus e tenho certeza que Ele sim é o caminho certo...
pra mim eu acho que tudo o que Deus fas é certo... e Ele ñ é filho do homem para que se arrependa... entaum ele deve fazer as coisas certas pq Ele é sábio...
se Deus fez aquilo com aquele povo que Ele mandou matar então eles devem ter feito alguma coisa de ruim né...que foi que eles matavam mto era só prostituiçao, adoravam outros deuses e etc... Ele sabe o que faz...E nao podemos contraria-lo de maneira nenhuma...só dou graças a Ele pq tem mta gente que nem conhece a sua palavra ... pq tem países ainda que nao pode ser pregada a sua palavra, por isso ñ conhecem-o e Deus só vai poder vir quendo todos o conhecerem, é o que diz a minha irmã né... e eu acredito sim que isso seja verdade, a minha mãe diz que nem Jesus sabe a hora que ele vai vir, só Deus sabe (o seu pai né)...
As vezes eu te ho tantas duvidas daí a minha mãe diz que tem coisas que só Ele quem sabe... tem perguntas que ninguem consegue responder só Deus mesmo... se eu faço uma pergunta então tem que me responder de forma que eu intemda e se eu faço uma só ñ da, tem que ser umas 10 a mais..rsrsrsr...
eu fico mto em duvida com as coisas mas, só basta esperar e nao adianta querer descobrir coisas que pertence a Deus pq antes da gene descobrir Ele ja tira do caminho Dele...
Agradeço a ele tbm pq,comu eu posso dizer, é, eu nao nasci com defeitos no corpo tiopo sem braço, perna... ainda bem...acho que o que posso fazer é só orar por essas pessoas né...
Deus ama todos nós, de um jeito ou de outro... ñ importa se é isso ou aquilo...ele nos ama mto e nao podemos medir a quntidade desse a mor...Devemos amr tbm, devemor amar o tanto que podemos pq só existe uma pessoa que é Jesus (Deus) que nos amou mais do que tudo na vida até deu a sua própria vida por nós né... e nao tem nenhum ser-humano que tem essa capacidade de noa amar tanto assim... só agradeço a Ele...
nossa eu fui escrevendo e nem vi o tempoh mais é só isso mesmo...
a minha conclusão é: Deus sabe o que faz...

aluna: maria fernanda h. 8º B.

Anônimo disse...

Em minha opinião, Deus já sabia o que iria acontecer.
Então como diz no próprio texto, a destruição dos cananeus foi só um ensaio, o concerto ainda está por vir, e temos que tomar cuidados para não sermos os que corrompem e sim as vitimas de um mundo corrompido.


Aluna: Ana Carolina de Oliveira Martins
8º ano B

caroline disse...

Eu acho que Deus fez o certo em mandar seu povo matar os cananeus, porque Deus sabe o que é bom para nós e tambem Deus deu várias chances para os cananeus mas eles preferiram adorar a outros deuses...

E se Deus poupasse as crianças não iria adiantar, porque elas fazem parte da cultura dos cananeus e logo quando elas cresecem iria nascer um novo povo cananeu iqual o de antes.

Bom então é isso ai,meu comentario ja ta feito!

Aluna: Caroline Volpi Provesi 8°B

Anônimo disse...

Os cananeus como diz o texto:
"Os cananitas eram o câncer. Deus os amava, mas deixá-los vivo seria o mesmo que contaminar a humanidade com a sua influência maléfica."
Eram o câncer da sociedade, por isso DEUS teve que matá-los, para curar a sociedade desse câncer,na opinião DEUS fez o correto, mas eu já mas fatia isso.

Jonas Cesconetto 8° A

Anônimo disse...

Professor, o texto ficou muito bom, e concordo com o que DEUS fez os, Cananeus fizeram muita coisa de errado, DEUS fez isso para que não houvesse tanto pecado. DEUS sabe o que faz ele deu seu filho por nós, ele só quer o nosso bem

Bernard 8ºano A

Anônimo disse...

falta DOOIS minutos para dar 6:00 hrs, tenho que fazer isso em 2 minutos o_o

bom sor, eu acho que Deus fez certo em matar o povo, porque eles mereciam
Deeus, sabe oque faz
:D


uum minuto !

bom sor, minha nota vai ser pessima mais pelo menos tentei
LIVIA 8ªB

Anônimo disse...

EU ACHO QUE DEUS SABE O QUE CERTAMENTE O QUE ESTAVA FAZENDO,E SE FEZ ERA PARA O MELHOR
MAYLA F. BATISTA 8 B

Anônimo disse...

CONCORDO COM O ITAMAR DEUS NÃO É UM HOMEM RUIM, MAS O POVO DOS CANANEUS SIM.MAS AO CERTO DEUS JÁ SABIA QUE IRIA ACONTECER.ELES ERAM PERVERSOS, E MUITO MAL.
ALUNAS:AMNDA E MARIA C.
8 ANO (A)

Anônimo disse...

concordo com o que a amanda e o itamar disseram
Deus sabe o que faz

Arthur 8º A

Anônimo disse...

ao temos que discutir pelas atitudes que Deus toma, mais isso foi uma açao de Deus e nao devemos contestar a opiniao das outras religioes.

Desculpa pelo atrasso.

Giovanna Furlin 8ª"A"


:P

Anônimo disse...

Quanto obscurantismo. Como pessoas de bem podem aceitar estas barbaridades e esta maldade de Deus? Se Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, que culpa tem os mesmos de serem também sanguinários? Que barbaridade!!!!

Robson M.A. disse...

Sobre esta questão o que deveria nos causar espanto "não é o fato de Deus ter ordenado a morte dos cananeus. Ao contrario, devemos admirar-nos com o fato de ele permitir que alguém viva”. Nisso podemos ver o amor de Deus por seu povo.
Vale frisar tambem que existe uma continuidade entre o AT e o NT, portanto ha uma conexão entre os periodos. Quero dizer com isso que no momento oportuno (Grande Juizo) Deus agira com justiça para cumprir seus propósitos.

Robson M.A.

Anônimo disse...

A Bíblia nos diz que Deus não é homem para que minta e nem filho do homem para que se arrependa.
Somente Ele sabe de todas as coisas. Que a vontade e propósito do Senhor continue prevalecendo na vida do Homem.

Anônimo disse...

"Se uma mulher descobrisse um câncer de mama em estágio inicial, não iria operar antes que ele se “instalasse” irreversivelmente pelo corpo? Por mais traumática ou sofrível que uma cirurgia como essa venha a ser, perder uma mama e continuar vivo não é melhor do que definhar até a morte? Os cananitas eram o câncer. Deus os amava, mas deixá-los vivo seria o mesmo que contaminar a humanidade com a sua influência maléfica."

Analogia simplista. Há diversos procedimentos para tratar o câncer além de intervenções mais severas.
No mais é uma argumentação naturalista, daquelas que os adventistas e outros cristãos abominam tanto... A história das sociedades humanas é mais complexa do que metáforas biológicas, do que o simples embate entre "bonzinhos" e "malvados", especialmente quando os "bonzinhos" estão do meu lado.
Parece uma insanidade tentar dialogar com quem leva a literalidade da Bíblia a ferro e fogo sem nenhuma nuançe ou mediação sociológia e antropológica, apemas o texto bruto que deve ser acatado sem nenhum questionamento...
Convém lembrar que o Antigo Testamento é extremamente etnocêntrico, tendendo a privilegiar a visão dos hebreus e suas idiossincrasias, demonizando e desqualificando todos os outros povos e suas culturas.
Para encerrar a analogia com o câncer é bastante infeliz, como se pode observar na história do século XX, onde nazistas achavam que os judeus, ciganos, homossexuais etc eram o câncer a ser extirpado.
Admitir que os antigos israelitas eram também imperialistas e sedentos de poder, ou seja, humanos, parece ser muito difícil para os cristãos fundamentalistas.

Marcelo B.

douglas reis disse...

Marcelo B.,

Em primeiro lugar, bem vindo ao blog. Quando aos seus comentários, seguem minhas observações:

1) O artigo dá algumas razões para a destruição dos cananeus. Você considerou apenas (ou seria "apemas"?) uma analogia, o que me leva a pensar se você realmente leu de forma cuidadosa todo o texto;

2)Analogias representam aspectos da verdade, não toda. Não afirmei no texto que a única forma de combater um câncer é por meio de uma cirurgia radical (embora, dado o estágio do câncer, esse procedimento seja adotado); também não afirmei que destruição foi o único proceder de Deus com os cananeus;

3)O argumento não é naturalista, porque naturalismo é uma filosofia que se baseia na exclusão do elemento sobrenatural - o argumento é sobrenaturalista, porque leva em conta que Deus mesmo ordenou a destruição dos cananeus. Ou você não sabe o que é a filosofia naturalista ou não soube se expressar...

4)Não se trata de nossos conceitos de bom e mau (os quais são mutáveis e se promovem ideologias humanas), mas, sim, do que Deus considera justo. Se você imaginar que a ordem para o ataque não partiu de Deus, sendo apenas uma iniciativa cultural, terá sérios problemas em justificar o restante da Bíblia, que também poderia ser encarada como mera produção de uma cultura e, portanto, indigna de crédito (pelo menos, parcialmente, na melhor das hipóteses);

5)Mesmo aqueles que você chamou de "fundamentalistas" não são cegos para ver que o próprio AT responsabiliza os judeus por muitos de seus erros, decorrentes da desobediência a Deus. A Bíblia não trata parcialmente nem o próprio povo de Deus. Por outro lado, algumas das ações que para nós são chocantes não resultaram de simples bárbarie ou atraso cultural. Você conhece a cultura cananita o suficiente para saber o grau de depravação ao qual estava sujeita? Você já estudou a arqueologia para analisar o contexto da época e as razões que os israelitas teriam para dizimar os cananitas? Você conhece o suficientemente o Velho Testamento para avaliar a mentalidade da guerra? Vamos a um exemplo: se você fosse pai (pode até ser que seja, mas, como não lhe conheço, usarei esta analogia)de uma menina de quatro anos e soubesse que o porteiro de seu prédio vinha sistematicamente abusando sexualmente dela, o que faria? Eu sei que existem leis que punem esse crime. Mas e se não houvessem? E se a sociedade toda achasse a pedofilia e o estupro (até de cadáveres!), uma coisa natural? De que forma se defender? DE que forma promover uma justiça e garantir não apenas a segurança, mas a própria sobrevivência? Pense nisso...

douglas reis disse...

Marcelo B.,

Em primeiro lugar, bem vindo ao blog. Quando aos seus comentários, seguem minhas observações:

1) O artigo dá algumas razões para a destruição dos cananeus. Você considerou apenas (ou seria "apemas"?) uma analogia, o que me leva a pensar se você realmente leu de forma cuidadosa todo o texto;

2)Analogias representam aspectos da verdade, não toda. Não afirmei no texto que a única forma de combater um câncer é por meio de uma cirurgia radical (embora, dado o estágio do câncer, esse procedimento seja adotado); também não afirmei que destruição foi o único proceder de Deus com os cananeus;

3)O argumento não é naturalista, porque naturalismo é uma filosofia que se baseia na exclusão do elemento sobrenatural - o argumento é sobrenaturalista, porque leva em conta que Deus mesmo ordenou a destruição dos cananeus. Ou você não sabe o que é a filosofia naturalista ou não soube se expressar...

4)Não se trata de nossos conceitos de bom e mau (os quais são mutáveis e se promovem ideologias humanas), mas, sim, do que Deus considera justo. Se você imaginar que a ordem para o ataque não partiu de Deus, sendo apenas uma iniciativa cultural, terá sérios problemas em justificar o restante da Bíblia, que também poderia ser encarada como mera produção de uma cultura e, portanto, indigna de crédito (pelo menos, parcialmente, na melhor das hipóteses);

5)Mesmo aqueles que você chamou de "fundamentalistas" não são cegos para ver que o próprio AT responsabiliza os judeus por muitos de seus erros, decorrentes da desobediência a Deus. A Bíblia não trata parcialmente nem o próprio povo de Deus. Por outro lado, algumas das ações que para nós são chocantes não resultaram de simples bárbarie ou atraso cultural. Você conhece a cultura cananita o suficiente para saber o grau de depravação ao qual estava sujeita? Você já estudou a arqueologia para analisar o contexto da época e as razões que os israelitas teriam para dizimar os cananitas? Você conhece o suficientemente o Velho Testamento para avaliar a mentalidade da guerra? Vamos a um exemplo: se você fosse pai (pode até ser que seja, mas, como não lhe conheço, usarei esta analogia)de uma menina de quatro anos e soubesse que o porteiro de seu prédio vinha sistematicamente abusando sexualmente dela, o que faria? Eu sei que existem leis que punem esse crime. Mas e se não houvessem? E se a sociedade toda achasse a pedofilia e o estupro (até de cadáveres!), uma coisa natural? De que forma se defender? DE que forma promover uma justiça e garantir não apenas a segurança, mas a própria sobrevivência? Pense nisso...

Ric disse...

O ironico é que o israelitas acabaram tendo o mesmo destino dos cananeus, vencidos e desapossados por outro povo.

Pimenta no olhos dos outros...

Anônimo disse...

Mas fique um fato registrado: - Apesar da falibilidade humana, Deus nunca falhou, falha ou falhará! Mesmo o povo israelita tendo falhado, como lemos em alguns comentários, consta no post o seguinte: "Deus nunca permitiu que Seu povo fosse completamente aniquilado[7] – sempre haveria 'um remanescente', uma pequena parte do povo chamada a cumprir a obra daqueles que se afastaram do ideal; quando finalmente Israel falhou como nação, Deus convocou a Sua igreja, formada, a princípio, de um pequeno grupo de judeus." Há sempre aqueles, que mesmo em minoria fazem a diferença. Para estes, que poderiam usar do seu livre arbítrio para fazerem tudo sem pensar nas conseqüências, fizeram como fez Noé, ou seja, ações e atitudes que o distinguiu da maioria, fez o que deixou Deus feliz. Vide Gênesis 6.8. Quer fazer Deus feliz? Aceite a Jesus Cristo como seu Salvador pessoal (Jo 3.16) e viva sua vida com pensamentos, atitudes e ações que deixam Deus feliz! - por Marcos Ferraz