segunda-feira, 25 de maio de 2009

DANDO ASAS PARA A COCAÍNA


Depois de encontrar vestígios de cocaína no novo refrigerante da Red Bull, cincos estados na Alemanha proibiram a venda do produto. O Instituto Estadual para Saúde e Trabalho do Estado de Renânia do Norte-Palatinado constatou 0,4 microgramas da droga por litro.

Segundo as autoridades alemães, a dose de cocaína na bebida é considerada mínima e não apresenta risco à saúde. Porém, os vestígios da droga fazem com que o refrigerante deixa de ser um produto alimentício para, legalmente, se tornar um entorpecente.

“O instituto examinou Red Bull Cola em um processo químico minucioso e realmente encontrou traços de cocaína”, confirmou o diretor do departamento de segurança alimentar do ministério alemão para Defesa do Consumidor, Bernhard Kühnle.

Um comentário:

Jean R. Habkost disse...

Pr. gostaria de entrar em contato com você, e lhe passar por e-mail um estudo sobre música no santuário que montei, e ver o que você acha do assunto.